10/03/2014
MICROQUIMICA
Microquimica investe em embalagens recicladas
Empresa reforça a importância da sustentabilidade e fecha acordo de compra de 80 mil unidades por ano com o Sistema Campo Limpo

Buscando atuar de forma cada vez mais expressiva na sustentabilidade, a Microquimica, empresa brasileira que atua na produção e comercialização de fertilizantes, inoculantes e agroquímicos, fechou acordo de compra de embalagens recicladas com o Sistema Campo Limpo, programa gerenciado pelo inpEV, Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias,  para realizar a logística reversa de embalagens de defensivos agrícolas no Brasil. 

“A Microquimica sente-se honrada em anunciar esta novidade e tem a certeza de estar trabalhando com produtos de alta qualidade e uma parceira em constante crescimento”, afirma Rafael Leiria Nunes, diretor industrial da contratante. Os produtos a serem envazados representam mais de 10% do faturamento da empresa e devem chegar ao mercado com novas embalagens em março de 2014, segundo o diretor.

O acordo consiste na aquisição de 80 mil embalagens de 20L. Inicialmente, 60 mil serão utilizadas para o produto Agrex’Oil Vegetal, um óleo vegetal emulsionável aplicado como adjuvante e que possui apelo ambiental, pois é substituto do óleo mineral (oriundo da industrial petroquímica), insumo utilizado em larga escala. O restante das embalagens será utilizado nas linhas de produtos de maior densidade, que exigem mais resistência mecânica da embalagem e têm maior valor agregado, reduzindo os riscos de problemas durante o manuseio e transporte.

Há mais de cinco anos a empresa utiliza embalagens recicladas em seus produtos. No entanto foi em 2010 que esta estratégia ganhou destaque e entrou com força na pauta da companhia. Foi quando se intensificou a migração de parte importante do portfólio para esse tipo de embalagem, mudança que foi estudada e viabilizada por meio de projetos de desenvolvimento de embalagens recicladas de melhor qualidade e apresentação visual, em conjunto com diversos fornecedores. Mesmo antes do fechamento do acordo com a Campo Limpo, o uso de embalagens recicladas já representava cerca de 80% do volume de produtos líquidos comercializado pela empresa.

A Microquimica dedica esforços para continuar entregando produtos de alta qualidade, inovadores e com custo-benefício adequado aos agricultores, de forma cada vez mais sustentável e ambientalmente responsável. Há mais de 12 anos a empresa é associada ao inpEV e também acionista do Sistema Campo Limpo.

Sobre a Microquímica- Fundada em 1976, a Microquimica é uma empresa brasileira, controlada pelo grupo Agroinvest Kayatani S.A., que atua na produção e comercialização de fertilizantes. Sediada em Campinas, interior de São Paulo, a empresa possui duas filiais em Monte Mor (SP) destinadas à fabricação e distribuição de seus produtos.

Com investimentos focados em pesquisa e desenvolvimento, a Microquimica oferece ao mercado produtos como fertilizantes foliares e para tratamento de sementes, inoculantes, adjuvantes e reguladores do crescimento vegetal. A empresa também disponibiliza um sistema exclusivo de interpretação de análise de folhas, o CheckFolha, que fornece um diagnóstico completo sobre a nutrição da planta e recomendações aos agricultores de ações corretivas.

Em busca de um desenvolvimento socioambiental, a Microquimica investe em programas sustentáveis, como o processo de logística reversa, que possibilita a reciclagem de embalagens vazias por meio do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (INPEV), e como o apoio a instituições brasileiras de assistência à criança e ao adolescente, como o Centro Infantil Boldrini e a Fundação Abrinq.

ícone Topo