05/11/2013
COLÉGIO DEGRAUS
Jundiaí tem dois representantes na Mostratec 2013
Jundiaienses estudantes do Ensino Médio, orientados pela FMJ, participam de feira internacional de ciência e tecnologia realizada no Rio Grande do Sul, juntamente com representantes de 26 países além do Brasil

Jundiaí tem dois representantes na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia – Mostratec 2013, um dos principais eventos educacionais realizados no país. A feira acontece até 25 de outubro no Rio Grande do Sul e reúne participantes de 26 países, além do Brasil.

Natanael Pereira Batista e Rafaela Fonseca, alunos do 3º e 2º anos do Ensino Médio do Colégio Degraus, respectivamente, estão na cidade gaúcha de Novo Hamburgo desde o último domingo, 20, onde expõem seus trabalhos de pesquisa desenvolvidos no colégio localizado no bairro Eloy Chaves, com orientação da Faculdade de Medicina de Jundiaí, a partir de uma parceria firmada no início do ano, por meio do programa PIBIC - Júnior.

Natanael apresenta o projeto "Avaliação dos efeitos da genisteína na recuperação do tecido epitelial de glândulas salivares em condição hiperglicêmica", pesquisa voltada para o estudo de portadores do diabetes mellitus com a ação de um composto químico encontrado na soja, que tende a amenizar o desconforto causado pela doença. A orientação é de Joyce Souza. Já o estudo de Rafaela é "Uso do anti-CD4/CD8 associados à NAC e ao treinamento físico para diminuição do processo inflamatório de glândulas salivares em condição hiperglicêmica", uma combinação do uso de antioxidantes e exercícios físicos para a observação da eficácia do tratamento do diabetes, com a orientação de Aline M. Geraldi. Ambos os projetos têm a coorientação do Dr. Eduardo J. Caldeira, da FMJ.

A Faculdade de Medicina de Jundiaí tem um grande investimento em pesquisas para o tratamento do diabetes, buscando a melhora da qualidade de vida dos portadores dessa doença. Os estudantes participam de parte das pesquisas de cientistas qualificados, do departamento de Morfologia e Patologia Básica da FMJ.

Patrícia Campos, diretora pedagógica do Colégio Degraus, conta que os dois trabalhos têm boas chances de premiação, embora a Mostratec tenha 26 trabalhos na área de Saúde e Medicina. Os mais bem colocados garantirão participação em importantes feiras internacionais, incluindo a Feira Internacional de Ciência e Engenharia patrocinada pela Intel (ISEF). “Mas independente disso, é uma grande oportunidade para trocar experiências com estudantes dos quatro cantos do Brasil e de vários outros países. Com certeza uma experiência muito enriquecedora para esses jovens que em breve iniciarão a vida acadêmica e logo entrarão no mercado de trabalho”, diz.

Além dos brasileiros, participam da Mostratec 2013 representantes da Argentina, Bolívia, Cazaquistão, Chile, Colômbia, Costa Rica, Dinamarca, Egito, Equador, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Honduras, Índia, Indonésia, Itália, México, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Suíça, Tunísia, Turcomenistão, Turquia e Uruguai.

Sobre a Mostratec – É uma feira internacional de ciência e tecnologia realizada anualmente pela Fundação Liberato, na cidade de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul, Brasil. Destina-se a apresentação de projetos de pesquisa em diversas áreas do conhecimento humano, realizados por jovens cientistas do ensino médio e da educação profissional de nível técnico. A feira promove integração entre as instituições de ensino, a pesquisa e o meio empresarial, possibilitando o desenvolvimento, a aplicação e a divulgação de novas tecnologias.

Sobre o Colégio Degraus – Inaugurado em 2006 e localizado no bairro Eloy Chaves, em Jundiaí, o Colégio Degraus realiza um forte trabalho de pesquisa com seus alunos dos ensinos Fundamental e Médio, firmando parcerias com importantes instituições de abrangência nacional. Possui mais de 450 alunos na primeira unidade e deve inaugurar a segunda no início de 2014.

Sobre a FMJ e o programa PBIC Júnior – A Faculdade de Medicina de Jundiaí, por meio desse programa, visa o fortalecimento do processo de disseminação das informações e conhecimentos científicos básicos, além da estimulação do desenvolvimento de habilidades e valores necessários à educação científica e tecnológica em estudantes de ensino médio da região de Jundiaí, ajudando-os para o futuro ingresso no ensino superior.

ícone Topo